Homem salva criança de ser raptada e é demitido por isso

Compartilhe

Dillon Reagan, de 32 anos, era empregado da empresa norte-americana Home Depot, de Portland, Oregon, nos Estados Unidos.

 

“Na altura, a única coisa que me ocorreu foi a segurança daquela criança”, explicou, em declarações ao site KGW.

Na empresa há 4 anos, não só não viu o ato heróico ser reconhecido, como ainda sofreu graves consequências, ficando sem emprego.

“Saí do shopping e vi uma senhora gritando em pânico: ‘Me ajude! Ele está levando meu filho’.

Dillon chamou imediatamente a polícia e, com a ajuda de um colega, seguiu o suspeito a pé até a polícia chegar.

Anunciante

Depois de prestar depoimento à polícia, Dillon seguiu para seu emprego e ficou muito espantado com a atitude de seu chefe que lhe disse: “Você tomou a atitude errada!”

Um mês depois, Dillon foi demitido e a empresa alegou que ele tinha quebrado a política de segurança do estabelecimento.

 

Após a grande repercussão do caso e as duras críticas à empresa, o chefe do Dillon voltou atrás e queria recontratá-lo, mas que não quis mais voltar foi ele, pois ficou muito ofendido pela forma com que foi tratado.

Mais Lidos: